Psicologia Jurídica e concursos públicos

Tempo de leitura: 5 minutos

Conforme vocês sabem, recebo muitas perguntas sobre concursos públicos na área de Psicologia e um dos temas mais frequentes diz respeito ao campo da Psicologia Jurídica. Essa é uma área em plena expansão no Brasil, um dos campos considerados mais interessantes, com excelentes ofertas de vagas para psicólogos e remuneração bastante atrativa. 

A decisão quanto ao campo de atuação profissional é muito importante, sobretudo quando consideramos a possibilidade de seguir uma carreira no serviço público. Por essa razão, o que acha de esclarecer algumas dúvidas comuns para assegurar que esta é a decisão certa para você?

  • Quais os órgãos que oferecem vagas para psicólogos jurídicos?
  • Tribunais de Justiça
  • Ministérios Públicos
  • Defensorias Públicas
  • Centros de Atendimentos Socioeducativos
  • Sistema Penitenciário
  • Quais as atividades do psicólogo nesses órgãos?

As atividades mais características do psicólogo jurídico em órgãos públicos são relacionadas à realização de projetos, atendimentos, avaliações e elaboração de documentos nos seguintes contextos:

  • separação e divórcio
  • regulamentação de visitas
  • disputa de guarda
  • adoção
  • destituição do poder familiar
  • adolescentes autores de atos infracionais
  • aferição de dano psíquico
  • interdição
  • sistema prisional
  • institutos psiquiátricos forenses
  • perícia trabalhista
  • vitimologia
  • veracidade dos depoimentos
  • depoimento sem dano ou especial

Com essa diversidade é possível atuar por muitos anos em uma mesma instituição realizando atividades variadas e desafiadoras ! 

  • Com qual frequência ocorrem concursos nessa área?

Em geral as instituições realizam novo certame a cada 4 anos. Cada órgão tem seu próprio calendário de acordo com a necessidade do serviço. Caso deseje se especializar em concursos nesta área, poderá prestar provas em vários estados e isto aumentará as suas oportunidades e chances de sucesso.

  • Qual a remuneração do psicólogo jurídico no serviço público?

Na área de Psicologia não existe ainda um piso salarial. Isso significa que cada Estado tem autonomia para definir as remunerações de seus servidores. Em geral, os concursos nesta área oferecem remunerações iniciais que variam entre 3 e 6 mil reais. Alguns concursos recentes nessa área têm oferecido remunerações entre 7 e 8 mil. Existem diferenças de um Estado para outro.

  • Existe exigência de especialização em Psicologia Jurídica?

A grande maioria dos concursos não exige especialização na área. Alguns certames realizam prova de títulos e oferecem pontos para os candidatos que possuem pós-graduação, mas, em geral, esta não é uma exigência para concorrer à vaga. 

  • Quais conhecimentos são exigidos nas provas de concursos nesta área?

Como em todos os concursos, temos os conhecimentos gerais e específicos:

  • Gerais: Língua Portuguesa e Legislação Especial
  • Específicos: Temas básicos de Psicologia e Temas de Psicologia Jurídica

Em alguns concursos são exigidos conhecimentos das áreas de Direito e/ou Informática e/ou Raciocínio Lógico. Confira no edital. 

A minha orientação é que escolha uma área de atuação e especialize-se no estudo de todos os conteúdos exigidos nesses certames.

Em todos os concursos desta área temos a seguinte etapa:

1. Prova objetiva – conhecimentos gerais e específicos

Em alguns concursos temos ainda outras etapas:

2. Prova Discursiva e/ou

3. Prova de títulos

  • Qual o material mais indicado para a minha preparação ?

O investimento em materiais de alta qualidade e desenvolvidos especificamente para concursos públicos é essencial para assegurar bons resultados. Por essa razão, após muitas solicitações, estou iniciando um curso extensivo preparatório para concursos na área de Psicologia Jurídica que foi planejado para assegurar o seu sucesso nos concursos. Os conteúdos serão ministrados em aulas escritas e também em vídeo, além de livros e Live Classes, tudo incluso na matrícula.

Chegou a sua vez de tomar a decisão correta e 
mudar o rumo da sua carreira profissional !

Confira todas as informações sobre o Curso Online Carreiras em Psicologia Jurídica

Header

Gostou deste artigo? Então, comente abaixo e compartilhe com os amigos !

Abraço grande,

Ana Vanessa Neves
Editora-chefe | Concursos Psicologia
Psicóloga | Ministério da Saúde
Mestre em Psicologia do Desenvolvimento Humano | UFBa
Professora e autora de livros na área de concursos públicos

10 Comentários

  1. Rafaela Witzke da Costa

    Olá. Quero fazer o curso Carreiras em Psicologia Jurídica, ou algum curso relacionado, mas não estou encontrando um campo de inscrição e informação. Tem como participar deste curso ainda? Ou, tem outro neste tema para me indicar? Estou precisando com urgencia. Desde já agradeço a atenção e aguardo resposta. Abraço.

    Responder
    1. Ana Vanessa Neves

      Olá Rafaela, o curso Carreiras em Psicologia Jurídica abre matrículas apenas 2 vezes ao ano. No momento não temos turmar abertas. No momento teremos o curso específico para o TJPR que aborda muitos dos principais conteúdos exigidos nos certames dessa área. Você encontra também no site o curso em vídeo sobre Psicologia Jurídica ministrado pelo professora Paulo Teixeira (TJPE/MPEPE). 

      Responder
  2. Sthefanny Dos Santos

    Eu tenho apenas 18 anos e já estou naquela fase que todos perguntam "que curso vai fazer na faculdade?" e recentemente assisti uma palestra de psicologia e a que me chamou atenção foi a psicologia jurídica,que eu já amo de paixão!!! Eu gostaria de saber, se a faculdade de psicologia é um curso único e depois vc se especializa em um tópico, ou se vc escolhe o tópico e já cursa ele? 

    Responder
    1. Ana Vanessa Neves

      Olá Sthefanny, seja bem-vinda! A graduação em Psicologia dura 5 anos e você estuda conteúdos relacionados às diversas teorias e técnicas, além de conhecimentos sobre áreas de atuação. Muitas vezes entramos na faculdade com interesse em alguma abordagem teórica ou área e com o passar do tempo vamos nos encantando com outras referências. O importante mesmo é estar aberto para o conhecimento. Algumas faculdades têm uma disposição maior para determinadas áreas e na maioria ainda não temos disciplinas relacionadas à Psicologia Jurídica. Antes de prestar vestibular voocê pode pesquisar nas faculdades do seu interesse quais as áreas ou abordagens usadas nos estágios. Mas isso não deve ser motivo de preocupação, pois após a graduação existe a necessidade de realizar uma especialização para aprofundar mais na área ou abordagem da nossa escolha. 

      Responder
  3. tatiana haller

    Olá Ana Neves, 

    Sou formada em Direito, porém gosto muito de psicologia. E estou interessada em fazer uma pós em Psicologia Jurídica. Minha dúvida é quanto as aréas de atuação. Quais os consursos que poderei fazer, ou que aceitam a graduação em Direito e não a de Psciologia? Agradeço a ajuda.

    Responder
    1. Ana Vanessa Neves

      Oi Ana, uma pós em Psicologia Jurídica vai lhe ajudar no entendimento mais completo das situações que surgem nessa área de atuação, mas não conta como ponto em provas na área de Direito. Você pode prestar muitos concursos por ter graduação em Direito, tais como para o cargo de analista judiciário nos TJ, TRT, TRE ou outros concursos que exigem OAB, tais como Delegado, Promotor, procurador …

      Responder
  4. Débora

    Bom dia,

    tenho interesse no Curso "Carreiras em Psicologia Jurídica". QUando será iniciada nova turma? No segundo semestre deste ano?

     

    Aguardo.

    Responder
    1. Ana Vanessa Neves

      Olá Estela, mantenha a calma e respire fundo! rsss. Você deve definir a área em que pretende atuar e dedicar-se ao estudos do conteúdo cobrado nas provas dessa área. Se o seu desejo é atuar em TJ, DP, MP, DEPEN ou Fundação Casa, então esse curso é perfeito para você ! Mas se tem interesse em outras instituições, então pare e analse quais os conteúdos mais relevantes para asua preparação. Abraço.

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *